Loading...
Loading...
Loading...

Psicologo

Loading...

Gospel

  • http://www.agenda21comperj.com.br
  • http://www.youtube.com/watch?v=alPaK2NQfyw
  • http://www.youtube.com/watch?v=alPaK2NQfyw

Terra - RSS - Terra Brasil

urgente , urgente!!!!!!!

Loading...

Pesquisar este blog

Carregando...

terça-feira, 15 de julho de 2014

NOTICIAS DE CASIMIRO DE ABREU

Prefeitura realiza caminhada 'Por uma Serra mais Limpa'
Além de contemplar a natureza, os participantes vão recolher o lixo que encontrarem pelo caminho 
 
A Prefeitura de Casimiro de Abreu, por meio da Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, realiza no próximo ...
Serviço do Disk Entulho deve ser acionado por novo número de telefone
Etapa de atletismo da Copa da Amizade será realizada no próximo dia 24 em Barra de São João
Festival de Crustáceos e Frutos do Mar de Barra de São João registra o maior movimento de visitantes dos últimos anos

segunda-feira, 14 de julho de 2014

NOTICIAS DE CASIMIRO

Público do Festival de Crustáceos e Frutos do Mar de Barra de São João será maior do que o esperado, aponta organizadores

Abertura do Festival de Crustáceos e Frutos do Mar reúne milhares de pessoas em Barra de São João
Barra de São João vira a capital dos crustáceos e frutos do mar
Casimiro de Abreu oferece atendimento oftalmológico no Hospital Municipal

sábado, 12 de julho de 2014

Festival de Crustáceo de Casimiro de Abreu, RJ, vai premiar maior 'comilão'

Concurso vai premiar quem comer maior quantidade de guaiamum.

Três primeiros colocados na categoria geral ganharão troféus.

Festival de Crustáceos de Casimiro de Abreu (Foto: Divulgação)Vencedor no ano passado comeu dois quilos de guaiamum (Foto: Divulgação)
Moradores e turistas de Barra de São João, distrito de Casimiro de Abreu, no interior do estado do Rio, terão um desafio no próximo sábado (12), às 14h, durante o XXII Festival de Crustáceos e Frutos do Mar de Barra de São João. Quebrar a marca de dois quilos de guaiamum desgustados no concurso promovido ano passado durante o festival.
O guaiamum é um tipo de caranguejo de cor azulada, que é uma das iguarias tradicionais da cultura local. A competição acontecerá na tenda montada a Beira-Rio. Serão premiados com um troféu personalizado, os três primeiros colocados na categoria Geral e os vencedores nas categorias: “Mais Idoso”, “Feminina” e “Criança”.
De acordo com o secretário de Turismo e Evento, Oscar Pires Junior, é um momento bem tradicional, por isso é uma das marcas do festival. “É uma competição onde conseguimos reunir crianças, adultos e idosos. Muitos são da mesma família, entram na brincadeira e acabam se divertindo bastante”.

Barra de São João vira a capital dos crustáceos e frutos do mar


Este ano, a novidade é que cada restaurante vai oferecer um prato especial a R$ 15 
Boa música e uma gastronomia diferenciada. Esta é aposta da Prefeitura de Casimiro de Abreu e dos dez restaurantes que vão participar da XXII edição do Festival de Crustáceos e Frutos do Mar de Barra de São João. O evento, que faz parte do calendário estadual, será aberto na sexta-feira, dia 11, e seguirá até o domingo, dia 13. A expectativa é de reunir 10 mil pessoas durante o evento, a maioria parte delas, turistas que visitam a localidade e movimentam a economia local.
Desta vez, a novidade é que cada estabelecimento irá apresentar um prato especial a preço popular. Cada restaurante irá servir um pouco da sua melhor gastronomia a R$ 15. “Vamos atrair um público diferenciado, que terá a oportunidade de experimentar o melhor dos Frutos do Mar”, disse o secretário de Turismo e Evento de Casimiro de Abreu, Oscar Pires Júnior.
Os restaurantes participantes são Kiosque Mix, Quiosque do Daniel, Parada Obrigatória, Point do Praião, Nascer do Sol, Delírio Tropical, Guichê do Sabor, Beira Mar, Farol da Barra e Az de Ouro. 
COMPETIÇÃO - Durante o festival, uma competição à parte chama a atenção. No sábado, dia 12, competidores vão disputar para decidir quem consegue comer mais unidades do guaiamum, que é um tipo de caranguejo de cor azulada, uma das iguarias locais mais consumidas em Barra de São João.
Também no sábado, os restaurantes vão disputar a preferência do público na eleição do melhor prato do festival. O visitante poderá saborear pequenas porções, petiscos e pratos sofisticados da alta gastronomia. Um deles é o Fettuccine de Camarão ao Molho Branco. Ele é a aposta da proprietária de um dos estabelecimentos participantes, Fátima Silva Lima. Segundo ela, a cada ano, a estrutura do evento cresce, o que resulta em bons resultados nas vendas. “Do ano retrasado para 2013 conseguimos dobrar as nossas vendas. Esta é uma boa oportunidade para divulgarmos o que Barra de São João tem de melhor na gastronomia”.
MÚSICA DE QUALIDADE - O festival também ficou conhecido por trazer expoentes da Música Popular Brasileira. Neste ano, o show de abertura do palco principal, na sexta-feira, dia 11, fica por conta da Banda 14 Bis. No sábado, dia 12, é a vez de Emmerson Nogueira. Para encerrar as atrações desse palco quem leva boa música para o público é Zélia Ducan, no domingo, dia 13. 
Os artistas locais também serão valorizados. No palco alternativo, localizado dentro da tenda onde ficarão os dez restaurantes participantes, vão passar nomes conhecidos na região como a banda 2 por 4, Kaentrenós, Felipe Thamy, Outubro 69, Junior Salgado, Russo Jazz Band e Márcia Costa. Esta última é moradora de Barra de São João, e, por isso, conhece bem o evento. Ela levará para o público o seu show em homenagem a Elis Regina. Com duração de 1h15, a apresentação vai relembrar os grandes sucessos desse ícone brasileiro. “Cantar em casa é sempre muito bom. Tenho certeza que as pessoas vão adorar o show que estamos preparando. Serão momentos de muito samba e MPB”.

Gisele : “É uma honra representar meu país e povo na final”

A musa e top model brasileira, Gisele Bundchen, vai representar o Brasil na final do Maracanã, na entrega da taça de Campeão do Mundo. Ao lado de Puyol, Gisele vai entregar a tão desejada para Messi, da Argentina ou Lahm, da Alemanha.

A gata postou em sua conta pessoal do Facebook agradecendo:
“É uma grande honra representar meu país e o povo brasileiro na celebração de amanhã.
É lindo ver como o esporte tem o poder de unir o mundo.
Sou muito grata por fazer parte deste momento.
Obrigada a todos os brasileiros que receberam o mundo com toda a sua alegria e carinho.

Sete motivos que podem tornar a Copa ainda pior para o Brasil


Mundial de 2014 marcou a primeira derrota de Felipão à frente da seleção brasileira… e que derrota!
Quem imaginou que a seleção brasileira atingiu o fundo do poço com a derrota por 7 a 1 para a Alemanha, na última terça-feira, tem grande chance de se enganar. Afinal, o time de Felipão ainda faz mais um jogo, a partir das 17h de hoje, contra a Holanda, no Mané Garrincha, em confronto que pode fechar com chave de ouro (ou de lata) o fracasso nacional.
Em homenagem aos sete gols sofridos na semifinal, na maior tragédia do futebol brasileiro na história das Copas, o Blog enumerou sete marcas que podem ser batidas logo mais. Confira:
  • a atual seleção já tem a pior defesa em Copas ao lado do time de 1938, com 11 gols sofridos; se levar mais um, fica isolada como a mais vazada da história
  • o Brasil entrou na Copa se dizendo o grande favorito ao título; porém pode terminar fora do pódio e com a Argentina campeã em pleno Maracanã
  • os comandados de Felipão podem virar fregueses dos holandeses em caso de derrota hoje; até agora, são quatro confrontos em Mundiais e duas vitórias para cada lado
  • com apenas um gol em seis jogos, Fred pode acabar a Copa com os piores números de um centroavante do Brasil no torneio
  • uma derrota para a Holanda fará o Brasil igualar o vexame do Mundial de 1966, o único em que a seleção perdeu duas vezes seguidas
  • os zagueiros David Luiz e Thiago Silva nunca perderam atuando juntos sob o comando de Felipão e podem colocar a invencibilidade a perder no Mané Garrincha
  • o Brasil sofreu contra a seleção alemã a primeira derrota em casa para europeus; e corre o risco de sofrer a segunda na mesma Copa

Thiago Silva relembra 2010 e fala em derrotar a Holanda por honra e dignidade

Na última Copa do Mundo, na África do Sul, a seleção holandesa eliminou o Brasil ainda nas quartas de final

Jefferson Bernardes/VIPCOMM
Coletiva de Felipão e Thiago Silva
"Thiago, tu estavas lá, não estava? Esse time eliminou o Brasil nas quartas de final da Copa do Mundo de 2010. Tem qualidade, sim." Foi assim que Luiz Felipe Scolari interrompeu Thiago Silva durante entrevista coletiva para injetar motivação em seu capitão para a disputa do terceiro lugar neste sábado. A receita é simples: do outro lado, está a Holanda que tirou o Brasil do Mundial na África do Sul.
"É basicamente o mesmo time. Saí muito triste do estádio naquele dia e não vai ser dessa vez que vou sair triste novamente. Quero, pelo menos, amenizar um pouquinho e virar logo essa página", respondeu ao técnico o zagueiro que era reserva quando o goleiro Júlio César, ainda titular da seleção, falhou e o time laranja venceu de virada por 2 a 1.
Além de Júlio César e Thiago Silva, também estavam no grupo eliminado pela Holanda os laterais Daniel Alves e Maicon e o volante Ramires. O sentimento de vingança, embora camuflado, é um detalhe para deixar para trás uma frustração muito mais recente: a derrota por 7 a 1 para a Alemanha na semifinal de terça-feira.
Embora tenha se isolado dos jogadores para sentar na bola e chorar e rezar antes das cobranças de pênaltis contra o Chile, nas oitavas de final, Thiago Silva ainda tenta honrar a faixa que leva no braço. Como capitão, avisa que nenhum fator é mais motivador do que o fato de estar na seleção brasileira e faz alertas sobre o rival.
"A motivação, pelo menos da minha parte, continua sendo a maior possível. Claro que com o objetivo diferente, não é o primeiro lugar, mas é nossa honra e dignidade. Quando você é atleta da Seleção Brasileira e veste essa camisa com cinco estrelas, tem que respeitá-la acima de tudo, independentemente de uma derrota dura como a última", discursou o zagueiro.
"O nosso adversário na disputa pelo terceiro lugar é muito qualificado também, não chegou à decisão por falhas nas penalidades, coisas que acontecem no futebol, mas teria totais condições de estar na decisão. Tem todo o nosso respeito. Mas nós temos tudo para virar a página da última derrota, é vida que segue", apontou Thiago Silva.

Brasil e Holanda decidem 3º lugar em despedida melancólica, mas com rivalidade

Humilhada na semifinal contra a Alemanha, equipe de Felipão vê vitória sobre time de Van Gaal como prêmio de consolação

Brasil e Holanda não estão acostumados a celebrar o terceiro lugar. Mas foi o que restou aos dois países nesta Copa do Mundo. Neste sábado, em Brasília, às 17h, os times de Luiz Felipe Scolari e Louis Van Gaal jogam para esquecer a chance desperdiçada de estarem na final por um prêmio de consolação forçado pela Fifa. O técnico holandês dispensa tal honraria, mas tentará atrapalhar seu desafeto. Felipão disse que só resta jogar para vencer bem e amenizar a vergonha pelos 7 a 1 sofridos pela Alemanha na semifinal. A Holanda só caiu nos pênaltis para a Argentina.
Os dois treinadores foram aqueles que mais trocaram ironias, acusações e declarações atravessadas ao longo da Copa do Mundo. O embate entre eles acaba trazendo um ingrediente diferente para um jogo normalmente insosso. “Para mim não deveria existir essa disputa. Só ser campeão importa”, disse Van Gaal depois de perder a semifinal.
Na véspera da partida deste sábado, falou de novo sobre o técnico brasileiro e pareceu mais motivado a responder no campo às declarações de Felipão. Ele não gostou das insinuações de que o Brasil tem privilégios da Fifa na disputa da Copa, como por exemplo jogar antes da Holanda. “Basta Scolari pensar. A Holanda teve um dia a menos de preparação”, disse. Holandeses jogaram na quarta-feira e os brasileiros na terça.
Felipão orienta os jogadores da seleção em treino na Granja Comary. Foto: Jefferson Bernardes/VIPCOMM
1/4
Apesar da birra, Van Gaal disse que vai levar a campo uma equipe que buscará se despedir da Copa com uma boa impressão. “É o mínimo que podemos fazer. Não seria justo depois de uma campanha invicta até aqui ir embora com uma derrota”, comentou.
Humilhado, Felipão tenta dar alguma validade à disputa. “Nosso objetivo era a final, ser campeão, mas agora não podemos mais. Então vamos valorizar esse jogo”, disse. Talvez tarde demais, decidiu fazer mudanças no time para evitar nova goleada. No treino de sexta, sacou cinco titulares do vexame da semifinal. "Vou mexer em uma ou duas colocações diferentes daquele time que começou o jogo contra a Alemanha".
Retrospecto
Brasil e Holanda se enfrentaram quatro vezes na história das Copas. Foram duas vitórias holandesas, um empate e uma vitória do Brasil. O primeiro encontro foi em 1974, na fase semifinal. A Holanda fez 2 a 0. Vinte anos depois, nos Estados Unidos, o Brasil fez 3 a 2 nas quartas de final. Em 1998, na semi, empate em 1 a 1 e vitória brasileira nos pênaltis. E em 2010, nas quartas, a Holanda fez 2 a 1.

FICHA TÉCNICA - BRASIL X HOLANDA
Local: Mané Garrincha, em Brasília (DF)
Data: 12 de julho de 2014, sábado
Horário: 17 horas (de Brasília)
Árbitro: Djamel Haimoudi (Argélia)
Assistentes: Redouane Achik (Marrocos) e Abdelhak Etchiali (Argélia)
BRASIL: Júlio César; Maicon, Thiago Silva, David Luiz e Marcelo; Luiz Gustavo, Paulinho e Ramires; Oscar e Willian; Jô (Fred) Técnico: Luiz Felipe Scolari
HOLANDA: Cillessen; Vlaar, De Vrij e Martins Indi; Janmaat, De Guzmán, Wijnaldum, Sneijder e Blind; Robben e Van Persie Técnico: Louis Van Ga
SE VOCÊ NÃO FOI, AINDA É TEMPO DE PARTICIPAR, O FESTIVAL DE FRUTOS DO MAR ESTA DEMAIS.
E HOJE,SÁBADO TEREMOS O CAMPEONATO DE GOIAMUM, ATRAÇÕES ARTÍSTICAS QUE VÃO BOMBAR!
ESSE ANO CADA TENDA TEM UM PRATO DE R$15,00 QUE VALE A PENA !
PARABÉNS PREFEITO ANTONIO MARCOS E EQUIPES POR TODA ORGANIZAÇÃO
 

BEIRA RIO EM BARRA DE SÃO JOÃO-CASIMIRO DE ABREU








ESTOU TORCENDO E MUITO PELA ALEMANHA!

SEM ESSA QUE QUERO TORCER PELA AMERICA DO SUL!!SEM ESSA QUE SOMOS HERMANOS!
NO DIA 9 DE JULHO ESSES ARGENTINOS QUEIMARAM NOSSAS BANDEIRAS NA PRAÇA SAN MARTIN!
NÓS BRASILEIROS RECEBEMOS A TODOS COM MUITO CARINHO E PREPARAMOS A COPA COM SACRIFÍCIOS PARA A POPULAÇÃO SOFRIDA E COM TANTOS PROBLEMAS!
RESPEITO É BOM E NÓS GOSTAMOS, POVO SEM EDUCAÇÃO, SEM PRINCIPIO MORAL E ÉTICO TEM A CORAGEM DE QUEIMAR NOSSO SIMBOLO NUM ATO COVARDE E SEM NENHUM PRINCIPIO DE CIVILIDADE!
ESTA COM RAIVA, ESTA COM ÓDIO , VAI PARA CASA DORMIR E PEDIR A DEUS PERDÃO POR TANTA IGNORÂNCIA" ARGENTINOS"!!!!!!!!!
BRASIL MOSTRA SUA CARA!

sexta-feira, 11 de julho de 2014

Por que mulheres alfa têm dificuldades para encontrar um parceiro?

Saber ceder, cobrar menos e se perguntar que tipo de homem deseja como companheiro são os grandes desafios, dizem especialistas

Estas mulheres romperam o conceito do “homem provedor” e assumiram papéis de liderança no ambiente de trabalho e na própria vida. Conhecidas como mulheres alfa, elas são fortes e, em boa parte, autosuficentes.
Uma boa parcela dessas mulheres, no entanto, está em busca de um companheiro, mas enfrenta dificuldades devido ao rótulo negativo que paira sobre sua ambição e determinação.
Ficar solteira é uma escolha legítima, mas também é não é sinal de fraqueza sonhar com um casamento. Basta observar importantes mulheres do cenário político e do entretenimento, como Hillary Clinton e a cantora Beyoncé, por exemplo, que defendem a autonomia das mulheres, mas não deixaram de lado a vida amorosa. A maior dificuldade para as mulheres alfa, no entanto, é encontrar um parceiro que a admire e não transforme o relacionamento em uma competição de gêneros.
Desde a adolescência Cristiane Oliveira, hoje com 45 anos, tinha outras prioridades. Se para as amigas o assunto era namoro, ela se preocupava em como poderia economizar dinheiro.
“Vendia tudo o que não usava mais por algumas moedas ou trocava brinquedos. Tudo era reaproveitado”, explicou ao Delas na sala de reuniões de uma empresa de engenharia, em São Paulo, onde atua como gerente comercial.
A gerente comercial Cristiane Oliveira no trabalho na zona sul de São Paulo. Foto: Edu Cesar / iG
1/6
Ao menos 50 horas por semana, Cristiane se dedica ao trabalho, a encontros com mulheres executivas e a cuidar do filho, de apenas seis anos.
“Não dá tempo de pensar em mais nada”, conta aos risos. Esse pensamento ganhou forma após a executiva enfrentar um divórcio, em 2011. Ambos com forte personalidade, ela e o marido discordavam de tudo, desde a escolha de um restaurante até o prato que seria servido.
“Ele é europeu e extremamente machista. Tudo o que eu dizia soava como uma ordem, que eu era mandona. Eu podia liderar fora [na minha empresa], mas tinha que me deixar ser liderada dentro de casa”.
Edu Cesar/iG
Cristiane fechou a própria empresa e virou dona de casa pelo ex-marido: "Não deu certo"
Para evitar uma separação precoce, Cristiane até aceitou um desafio para agradar o marido: largou a carreira profissional e virou dona de casa. A investida não durou muito tempo, anos depois ela voltaria ao Brasil e ao mercado de trabalho.
Descrente do casamento tradicional, a executiva não descarta conhecer alguém no futuro, mas deixa claro que não é sua meta atual.
“Tive uma experiência seguindo o relacionamento tradicional, casei no papel e dividi um lar. Deu tão errado que penso: ‘por que não tentar de outra maneira?’ Eu em uma casa e ele em outra”.
Qual homem a atrai?
Psicólogos e especialistas em comportamento tentam explicar como homem e mulher devem se comportar no relacionamento moderno. E o resultado é sempre o mesmo: a mulher alfa precisa aprender a ceder e a cobrar menos. Para a coach de relacionamentos Margareth Signorelli, ela deve descobrir qual tipo de homem está procurando, o alfa ou o beta, aquele que se deixa conduzir.
Se prefere ter o homem alfa em casa, ela enfrentará adaptações, que não podem ser interpretadas como submissão.“Muitas passam por frustrações porque agem por impulso e seguem o que as pessoas falam. É normal escutar que a alfa precisa de um homem tão macho e determinado quanto ela. Nem sempre isso dá certo”. Ela explicou ainda que os alfas (homem e mulher) devem entender que não existe competitividade dentro de um relacionamento, neste caso não há espaço para dois presidentes.Por isso, a mulher precisa decidir que papel quer exercer.
“Ela vai ter que baixar a bola e viver a natureza dela, aumentar a energia feminina e cuidar do parceiro. Fora de casa, ela ainda será a mulher que construiu e conseguiu vencer”. Sabendo jogar entre as diferentes versões dela mesma, a alfa pode ser a mais feliz entre as amigas.
Sensível ao outro
De acordo com o psicólogo Carlos Esteves, a mulher alfa deve se fazer três perguntas quando pensar que não conseguirá encontrar um parceiro. São elas: quanto sou tolerante à frustrações?quanto estou suscetível ao controle exercido pelo parceiro? e quanto estou disponível ao relacionamento?. Para Esteves, no entanto, o sucesso da relação não depende apenas da mulher alfa, mas é responsabilidade do casal.
Buscar um beta somente para não precisar abrir mão do controle pode gerar uma relação desgastante, garantindo frustração e baixa autoestima ao homem.
Arquivo pessoal
Melina Alves aposta no diálogo para manter equilíbrio no casamento
“A submissão não era boa no passado para a mulher e não é boa agora para o homem. Eu devo pensar que se eu cedo, o outro também cede. Atender desejos e anseios do outro não significa que sou fraco, mas sensível ao outro”, explicou.
Ceder e “abrir o coração para algo diferente” deu certo na vida da consultora Melina Alves, de 32 anos, eleita em 2010 pela FGV e Goldman Sachs entre 10 mil mulheres empreendedoras do Brasil. Casada com um publicitário desde 2010, ela confessou que o casal enfrentou uma divisão de mundos e quatro anos de adaptação durante o namoro.
“Sempre fui mais de conversar do que impor algo. Você não precisa ficar rotulada como mulheres de negócios, como duronas e machonas, para conquistar o respeito do outro”.
Melina e o marido exercem cargos de chefia, mas isso não é motivo de competições dentro de casa. Por ter uma personalidade conciliadora, a executiva encarou com naturalidade o período de adaptações e o relacionamento cresceu ao perceber que não estava sozinha.
"Buscamos um equilíbrio ao evitar o clichê e conseguirmos agir sem rótulos. Cogitar se é certo ou não abrir mão de algo já é um sinal de intolerância."

Vidente previu Brasil eliminado e Neymar fora da Copa

Você acredita em previsões? A RTV Apuracana entrevistou Carlinhos Vidente, que fez no dia 16 de junho previsões sobre o Brasil na Copa que acabaram se concretizando.

Na entrevista que está disponível no Youtube e você pode ver no link acima, Carlinhos Vidente disse que o Brasil seria eliminado e que Neymar perderia algum jogo da Copa.

“Gostaria muito que a seleção brasileira fosse campeã, mas a seleção não vai ganhar. se fosse hoje seria a Alemanha, mas essa Copa está entre a Holanda, Alemanha, Argentina. O Brasil pode até chegar na final, mas não leva a Copa”.
Carlinhos fez até um desafio para quem não acreditasse no que ele estava dizendo. “Queria que o pessoal me chamasse de mentiroso, mas não vejo isso acontecendo, ainda mesmo porque uma das forças dessa Copa pode não chegar no final”. “O Brasil está se apoiando no Neymar, mas o Neymar pode nem chegar no último jogo da seleção brasileira na Copa.
Carlinhos também deu a entender que esperava o 7 a 1 sobre a Alemanha. “Se o Brasil pegar a Alemanha ou a Holanda, não vai fazer nenhum gol. Até mais: vai levar um gol atras do outro”.

Vencedor de Brasil x Holanda vai embolsar R$ 48,9 milhões



Jogadores da seleção saem incrédulos após derrota histórica para a Alemanha, na semifinal
Nem Brasil, tampouco Holanda estão dando muita importância ao jogo que definirá o terceiro colocado da Copa do Mundo. Felipão não descarta até a possibilidade de escalar quem ainda não jogou ao longo do Mundial, como uma espécie de homenagem, neste sábado.
O holandês Louis Van Gaal foi mais além e afirmou que não entende a necessidade da disputa do terceiro lugar. “Por mim, esse jogo nem existiria. Qual a sua importância?”, indagou o treinador da Laranja Mecânica, pouco depois da derrota nos pênaltis para a Argentina.
Apesar de as partes fazerem pouco caso, a disputa do terceiro lugar envolve dinheiro. Muito dinheiro. Tudo porque a Fifa prometeu prêmio em dinheiro no valor de R$ 48,9 milhões à seleção que acabar na terceira posição – a quarta ficará com R$ 44,4 milhões.
A diferença da bolada entre o vencedor e o perdedor do jogo deste sábado será de R$ 4,5 milhões. É importante frisar que todo o dinheiro vai para a confederação – presidente da CBF, José Maria Marin só havia prometido bicho aos atletas em caso de título.
Brasil e Holanda se enfrentam no Mané Garrincha, em Brasília, a partir das 17h deste sábado. Ao final da partida, os brasileiros iniciam um período de férias, que deve durar 15 dias, pelo menos para os jogadores que atuam no exterior.