Pesquisar este blog

Carregando...

quarta-feira, 5 de outubro de 2016

Fatores de risco

Fatores de risco


001_cancer-de-mama_o-que-e_2
O câncer de mama – e o câncer de forma geral – não tem uma causa única. Seu desenvolvimento deve ser compreendido em função de uma série de fatores de risco, alguns deles modificáveis, outros não.
O histórico familiar é um importante fator de risco não modificável para o câncer de mama. Mulheres com parentes de primeiro grau (mãe ou irmã) que tiveram a doença antes dos 50 anos podem ser mais vulneráveis.
Entre outros fatores de risco não modificáveis estão o aumento da idade, a menarca precoce (primeira menstruação antes dos 11 anos de idade), a menopausa tardia (última menstruação após os 55 anos), nunca ter engravidado ou ter tido o primeiro filho depois dos 30 anos.
Já os fatores de risco modificáveis bem conhecidos até o momento estão relacionados ao estilo de vida, como o excesso de peso e a ingestão regular (mesmo que moderada) de álcool. Alterá-los, portanto, diminui o risco de desenvolver a doença. No entanto, a adoção de um estilo de vida saudável nunca deve excluir as consultas periódicas ao ginecologista, que incluem a mamografia anual a partir dos 40 anos.

Câncer de mama

Isis Valverde é uma das atrizes que toparam participar da campanha Outubro Rosa, que visa conscientizar homens e mulheres sobre a prevenção do câncer de mama. A atriz, embaixadora da campanha, viveu uma experiência traumática dentro de sua família por causa da doença. “Perdi o amor da minha vida para o câncer de mama”, diz Isis, referindo-se à perda da avó, vítima da doença, aos 74 anos.
Isis Valverde posa para a campanha Outubro Rosa
Isis Valverde posa para a campanha Outubro Rosa Foto: reprodução/ instagram
Isis Valverde posa para a campanha Outubro Rosa
Isis Valverde posa para a campanha Outubro Rosa Foto: reprodução/ instagram
Alexandra Richter também posou de topless para o Outubro Rosa: “A finalidade da campanha é alertar as mulheres e a sociedade sobre a importância do diagnóstico precoce do câncer de mama. Tenho o maior orgulho de ser uma das embaixadoras”.
Alexandra Richter posa para a campanha Outubro Rosa


terça-feira, 23 de agosto de 2016

Uma das maiores virtudes do ser humano é a humildade.
Fabinho é gente como a gente. É um homem simples, que trata todo mundo com igualdade. Olha para o ser humano com amor e a gente percebe que ele quer fazer mais pelo próximo.
www.facebook.com
1,5 mil visualizações
Durante todos esses anos como profissional e servidor público, sempre pautei a minha vida nos princípios da honestidade e do serviço à população. E junto com o povo de Casimiro quero levar esses princípios para a gestão pública.
Sobe o som e compartilha a música da nossa campanha.
É fácil de baixar, só acessar esse link: https://soundcloud.com/fabio-kiffer/20-pra-seguir

sexta-feira, 18 de março de 2016

PLANO MUNICPAL DE SANEAMENTO BÁSICO EM CASIMIRO DE ABREU




Município vai se reunir com comunidade para discutir Plano de Saneamento

Documento vai considerar as principais demandas e necessidades apontadas pelos moradores

Município vai se reunir com comunidade para discutir Plano de Saneamento
Foto: Divulgação
A participação dos moradores na elaboração do plano é fundamental para atender as reais necessidades de cada região
No próximo dia 16 de março, a Prefeitura de Casimiro de Abreu convida a comunidade para participar da reunião que vai discutir a elaboração do Plano Municipal de Saneamento Básico. O encontro, que acontece no auditório da Secretaria de Assistência Social, a partir das 14 horas, faz parte da construção participativa do documento, que vai considerar as principais demandas e necessidades apontadas pelos moradores. 

De acordo com o secretário de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável de Casimiro de Abreu, Maurício Porto, a participação dos moradores é fundamental para que o plano contemple as reais necessidades de cada região. "Temos um município com características muito distintas. Por isso a construção participativa do Plano. Não há outra pessoa que conheça sua realidade melhor do que o próprio morador. Ele que pode apontar as carências e alternativas de soluções mais adequadas", destacou Maurício. 

Na última semana, representantes da Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável e da empresa MJ Engenharia, responsáveis pela elaboração do plano, se reuniram com técnicos de outras secretarias municipais e do Conselho Municipal de Meio Ambiente para explicar todas as etapas da construção do documento e a responsabilidade de cada profissional nesse processo. "Esse Plano vai traçar um diagnóstico do saneamento em todo o território do município de Casimiro de Abreu, estabelecendo as diretrizes e fixando as metas de cobertura e atendimento com os serviços de água, coleta e tratamento do esgoto doméstico e drenagem e destino adequado das águas de chuva", ressalto u o mestre em ciências ambientais Roberto Garcia. 

Ele lembrou que com a publicação da Lei n.º 11.445, todas as prefeituras têm a obrigação de elaborar seu próprio plano de saneamento. "Sem este documento, não poderão receber nenhum recurso federal para projetos de saneamento básico", falou Roberto. 

O Plano Municipal de Saneamento Básico de Casimiro de Abreu está sendo elaborado em parceria com o Instituto Estadual do Ambiente.

Casimiro de Abreu mostra ações realizadas para combater o mosquito Aedes aegypti

Explicações foram repassadas em sessão da Câmara de Vereadores

Casimiro de Abreu mostra ações realizadas para combater o mosquito Aedes aegypti
Foto: Vitor Nantes
Secretário presta contas sobre ações contra dengue na câmara municipal
As ações realizadas pela Prefeitura de Casimiro de Abreu para enfrentar o mosquito Aedes aegypti foram levadas ao conhecimento dos vereadores, na última semana. Neste dia, o secretário municipal de Saúde, Edson Mangefesti, atendeu a convocação da Câmara Municipal de Casimiro de Abreu e esclareceu dúvidas em relação ao trabalho que vem sendo desenvolvido. Na ocasião, boa parte dos agentes de combate a endemias do município e profissionais de saúde estava presente. 

Com duração de mais de três horas, a reunião foi um momento importante para o secretário explanar de modo minucioso as ações que estão sendo tomadas pelo município para combater o vetor das doenças Zika, Dengue e Chikungunya desde o final do ano passado, quando tomaram proporções maiores em escala nacional. 

Dentre as ações citadas, além das visitas domiciliares, estão os mutirões; a inclusão dos agentes comunitários de saúde no combate ao mosquito (até então, o trabalho era feito apenas pelos agentes de combate a endemias); as ações de bloqueio, com o uso do fumacê costal em locais com notificações das doenças; o trabalho de Educação em Saúde realizado em igrejas, escolas públicas e privadas; e, também, o Plano de Enfrentamento ao vetor, que contempla a participação de outros setores da Prefeitura na luta contra o Aedes aegypti, como Secretaria de Obras e Procuradoria, por exemplo. 

Além disto, outro tema incluído na convocação, foi a dispensação de remédios pela Farmácia Central. Foram esclarecidas dúvidas em relação aos medicamentos excepcionais e de especialidade, momento em que foi elucidado a qual esfera pública compete a responsabilidade de fornecer os tipos específicos de cada produto. O secretário deixou claro que o medicamento que é de competência do município oferecer ao morador, está sendo oferecido. 

Outros assuntos, que não estavam incluídos no documento, foram ainda levados pelos vereadores ao secretário de Saúde, que não se esquivou e respondeu a todas as perguntas. "Todas as minhas ações são baseadas na ética e transparência. Por isto faço questão comparecer sempre que convidado para esclarecer quaisquer dúvidas que os vereadores e a população possam ter, seja por meio de convocação ou das prestações de contas da Secretaria de Saúde, que são realizadas rigorosamente a cada quatro meses", destacou.