Loading...
Loading...

Gospel

  • http://www.agenda21comperj.com.br
  • http://www.youtube.com/watch?v=alPaK2NQfyw
  • http://www.youtube.com/watch?v=alPaK2NQfyw

Terra - RSS - Terra Brasil

urgente , urgente!!!!!!!

Loading...

Pesquisar este blog

Carregando...

quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

FALA CASIMIRO

Barra de São João recebe Etapa do Circuito Estadual de Bodyboarding

Processo seletivo para atendente de vistoria será realizado nesta quinta
Campeonato Municipal de Tambor e Baliza reúne centenas de pessoas
Dia Mundial de Luta contra Hanseníase será lembrado com ações educativas em Casimiro de Abreu

sexta-feira, 23 de janeiro de 2015

FALA CASIMIRO

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

CASIMIRO EM FOCO

Em iniciativa pioneira na região, Casimiro de Abreu sai na frente e lança Cartilha da Saúde
 
Guia informativo foi criado para apresentar a estrutura da rede municipal de saúde à população
 
Pensando em melhorar cada vez mais o acesso da ...

Ação do Meio Ambiente, Fiscalização de Posturas e Guarda Municipal resulta em embargo de captação irregular de água
Resgate de Barra de São João completa cinco anos com mais de sete mil atendimentos
Projeto Eco Verão acontece nos principais pontos turístico de Casimiro de Abreu

Resgate de Barra de São João completa cinco anos com mais de sete mil atendimentos




Secretaria de Saúde incentiva a reciclagem e aperfeiçoamento constante de toda a equipe
 
Criado em 2010 pela Prefeitura de Casimiro de Abreu, o Resgate 24 horas, situado em Barra de São João, completou cinco anos de funcionamento no último dia 8 de janeiro. Desde então, já realizou mais de sete mil atendimentos em vias públicas e domicílios entre os distritos de Barra de São João e Rio Dourado. Atualmente a equipe é composta por sete enfermeiros socorristas, cinco técnicos de enfermagem, cinco motoristas, cinco recepcionistas, um auxiliar administrativo, um auxiliar operacional e os batedores de moto.
 
"O Resgate é um grande aliado da população, tendo em vista a grande quantidade de acidentes de trânsito e atropelamentos que acontecem na Rodovia Amaral Peixoto (RJ-106). O serviço está a disposição da população durante 24 horas e é fruto da preocupação constante da Atual Administração em oferecer às vítimas de trânsito da localidade, o suporte necessário para ter a vida salva em tempo hábil", afirmou o secretário de Saúde, Edson Mangefesti. 
 
Além disto, o serviço também atende a casos diversos, como mal súbito, obstétrico, acidente com arma de fogo e arma branca, afogamento, enfarte, derrame, intoxicação, envenenamento, entre outros. Os pacientes passam por atendimento prévio da equipe e, quando necessário, são direcionados para uma unidade de saúde indicada para o caso, geralmente o hospital.
 
Em 2014 foram 1.420 ocorrências, média de atendimentos anual do Resgate 24 horas. No entanto, é durante o verão que as ocorrências aumentam. Somente nos quinze primeiros dias deste ano, já foram 85 atendimentos, sendo a maioria acidente de trânsito. Durante o período de férias, a equipe chega a fazer mais de seis atendimentos por dia. “Nessa época do ano, traçamos ações estratégicas de atendimento. A parceria com a Guarda Municipal, por meio dos batedores, que liberam o trânsito de moto, é fundamental, pois agiliza o socorro do paciente”, ressaltou o secretário. 
 
Para oferecer um atendimento cada vez melhor à população, a Secretaria de Saúde, órgão responsável pelo serviço, incentiva a reciclagem e o aperfeiçoamento constante de toda a equipe. Os profissionais se reúnem todos os meses para fazer um balanço do trabalho. “As reuniões acontecem para avaliação do trabalho, melhoria no atendimento, além de aprimorar a satisfação dos funcionários e dos pacientes”, destacou a coordenadora do serviço, Irene Melo. 
 
Para Irene, o Resgate é muito importante em Barra de São João, que sofria com a falta de uma ambulância para emergências. “Muitos moradores dizem que foi a melhor coisa que aconteceu em Barra. Essa é uma luta de anos, que foi conquistada neste governo, quando o prefeito abraçou a ideia e priorizou o morador”.

quarta-feira, 14 de janeiro de 2015

Êxodo”: Mais Um Filme Bíblico Antibíblico

“Êxodo: Deuses e Reis”, o filme do diretor Ridley Scott, que chega aos cinemas brasileiros em 25 de dezembro, vai mostrar, é claro, o mais famoso de todos os milagres bíblicos: a travessia do Mar Vermelho. Mas sua representação será bem diferente daquela feita no clássico “Os Dez Mandamentos”, de Cecil B. DeMille. No filme de 1956, Charlton Heston, que fez o papel de Moisés, divide o mar em duas grandes muralhas de água, entre as quais os filhos de Israel cruzam o leito seco do mar até a praia oposta. O exército do faraó persegue os fugitivos e acaba sendo engolido pelo mar, quando Moisés faz um sinal para as águas se fecharem novamente. Scott disse que sua nova versão da história terá umaexplicação mais realista e natural sobre o que aconteceu e não dependerá de Moisés para pedir a intervenção miraculosa de Deus. O diretor decidiu que as águas se “abrirão” em consequência de um tsunami provocado por um terremoto. Antes de um tsunami ser deflagrado, as águas costeiras geralmente recuam, deixando o leito do mar praticamente seco até a onda gigante chegar.
Mas há problemas com essa versão da história também. O tempo em que as águas recuam antes da chegada de um tsunami geralmente dura apenas 10 ou 20 minutos, muito pouco para que todos os filhos de Israel cruzassem o leito temporariamente seco. E também não haveria jeito de Moisés saber que um terremoto e um tsunami iriam acontecer, a menos que Deus contasse a ele. Nesse caso, porém, a história manteria algum elemento milagroso.
Há uma explicação natural muito melhor de como uma passagem através do Mar Vermelho pode ter ocorrido. Essa teoria envolve a maré, fenômeno natural que poderia ter se encaixado perfeitamente no plano de Moisés, porque ele seria capaz de prever sua ocorrência.
Em certos lugares do mundo, a maré pode deixar o leito do mar seco durante horas e depois voltar com ímpeto. De fato, em 1798, Napoleão Bonaparte e um pequeno grupo de soldados a cavalo cruzaram o Golfo de Suez, na ponta norte do Mar Vermelho, quase no mesmo local onde Moisés e os hebreus teriam atravessado. Numa extensão de mais de um quilômetro de águas baixas, a maré voltou repentinamente, quase afogando Napoleão e seus soldados.
Na versão bíblica, os filhos de Israel estavam acampados na costa ocidental do Golfo de Suez quando avistaram as nuvens de poeira geradas pelas bigas do Faraó. Os hebreus estavam encurralados entre o exército do Faraó e o Mar Vermelho. Por outro lado, as nuvens de poeira foram provavelmente um sinal importante para Moisés, que pôde calcular quanto tempo o exército levaria para chegar à praia.
Na infância, Moisés havia vivido no deserto próximo e sabia onde as caravanas atravessavam o Mar Vermelho na maré baixa. Ele conhecia o céu noturno e os métodos antigos de prever a maré, baseado na localização da lua e sua fase. O faraó, ao contrário, vivia ao longo do Rio Nilo, que é conectado ao Mar Mediterrâneo, onde praticamente não há marés. Assim, o exército faraônico provavelmente tinha pouco conhecimento das marés do Mar Vermelho e de seus perigos.
Com o conhecimento das marés, Moisés pôde planejar a fuga dos hebreus. Ao escolher a lua cheia para a fuga, ele sabia que a maré baixa seria maior e o leito do mar ficaria seco por mais tempo, dando tempo para os hebreus atravessarem. A maré alta também seria maior, podendo mais facilmente submergir o exército do faraó.
O cálculo do tempo foi crucial. O último hebreu tinha que cruzar o leito seco antes de a maré voltar, atraindo o exército do faraó para o leito exposto do mar, onde eles se afogariam quando as águas da maré voltassem. Se as bigas chegassem antes de a maré voltar, Moisés teria planejado alguma maneira de retardá-las. Se o exército chegasse depois de a maré ter voltado, ele teria atravessado os hebreus e depois, na próxima maré baixa, enviado alguns de seus melhores homens através do leito seco para atrair as bigas do faraó. […]
Nota: Uau! Se essa é a explicação natural, me soou bem milagrosa! Quase mais que o relato bíblico. Em primeiro lugar, é bom lembrar que não foi Moisés quem escolheu o dia de os hebreus deixarem o Egito. O faraó é quem os deixou ir, depois de ter o filho primogênito morto. Interessante que Scott aceita tudo o mais que o relato Bíblico conta (será que vai mencionar que existem provas arqueológicas das pragas ou vai dizer que também são mito?), menos o relato da travessia milagrosa. O Êxodo foi um evento sobrenatural em si. Os poderosos egípcios jamais deixariam um povo escravo humilhá-los e abandonar suas terras, deixando o reino desprovido de mão-de-obra útil. Como se já não bastasse o estrago do filme “Noé”, que não tinha nada de bíblico, mas fez de conta que tinha para atrair cristãos incautos e curiosos em geral (confira aqui), agora vem mais essa peça hollywoodiana querendo reler a história bíblica, causando mais distorção. E sempre na época do Natal, valendo-se do oportunismo de sempre. Curiosamente, quando hollywood produz algum filme baseado em quadrinhos ou em literatura e se distancia das fontes originais, um monte de gente reclama. Mas, quando certos roteiristas e produtores resolvem distorcer a Bíblia, os defensores dessa “arte” dizem que é só entretenimento.

Como é Feita a Salsicha, e o que Realmente há Dentro Dela

SalsichaNormalmente, na produção da carne, ainda sobra uma boa quantidade de cartilagem, gordura e miudezas depois de remover bifes, costeletas, peitos, costelas, coxas, pernas e lombos.
Há muito tempo, percebeu-se que isso poderia ser bem utilizado em outros produtos, e um deles é a salsicha – um clássico entre as carnes pré-cozidas e processadas. Eis como ela é feita.

Aparas

O NHDSC, conselho nacional de salsichas e linguiças dos EUA, diz que as salsichas – quer sejam de carne suína, bovina ou de peru – começam com “aparas”. A palavra é propositadamente vaga, porque essas aparas podem ser de tudo.
De acordo com a FAO (Organização para a Alimentação e Agricultura), das Nações Unidas: “os materiais de carne crua usados para produtos pré-cozidos são aparas musculares de baixa qualidade, tecidos gordurosos, carne da cabeça, patas de animais, pele animal, sangue, fígado e outros subprodutos comestíveis do abate”.

Pré-cozimento

Por causa do processo de abate, as sobras usadas em salsichas muitas vezes têm uma boa quantidade de bactérias. O pré-cozimento ajuda a eliminá-las, e tem a vantagem de ajudar a separar os músculos, gordura e tecidos conjuntivos dos ossos da cabeça e das patas. Isso também facilita o manuseio desses subprodutos.
Devido aos diferentes tamanhos e tipos de carcaças, existem diferentes tempos de pré-cozimento para diferentes animais e partes. Tipicamente, isso é feito em temperaturas entre 65ºC e 90ºC.

Produção

Assim como outros produtos – mortadela, salsicha de fígado – a salsicha de cachorro-quente é criada através da “emulsão de carne”. (A FAO diz que “massa de carne” é um termo mais apropriado.)
Salsichas de mais qualidade são feitas de carne de primeira, sem produtos químicos. Isso inclui, por exemplo, salsichas kosher e todas as salsichas de carne vermelha feitas sem enchimentos e sem cores ou sabores artificiais. Enquanto isso, salsichas mais baratas recebem produtos químicos, gorduras e espessantes.
Para a maioria das salsichas, o processo de produção é simples. Primeiro, aparas de carne bovina ou suína são moídas em uma máquina e extraídas por um equipamento que parece uma peneira de metal, até parecer hambúrguer de carne moída. Nesse momento, são acrescentadas as aparas moídas de galinha (se houver), e a mistura é combinada (ou emulsificada) até virar uma massa de carne.
Agora adiciona-se sal, especiarias e amido, junto a um pouco de água e xarope de milho ou outro adoçante. No final do processo, coloca-se mais água para levar a massa à consistência adequada – ninguém quer uma salsicha seca.
A massa “vira purê novamente [e] o excesso de ar é sugado para fora“. A seguir, a carne emulsificada é bombeada para os invólucros da salsicha, normalmente feitos de celulose. As cadeias de salsichas são penduradas em prateleiras e totalmente cozidas em um defumador. Às vezes, acrescenta-se fumaça de madeira de lei, para dar um sabor defumado de churrasco ou bacon. Depois, as salsichas são lavadas em água fria e salgada. Então, se forem usados invólucros de celulose, elas passam por um descascador para removê-los.
Algumas salsichas usam tripas naturais como invólucros – são o intestino limpo e processado de um animal. Nesse caso, o invólucro não é retirado.
Por fim, as salsichas são inspecionadas manualmente, e apenas as carnes entubadas que não tiverem defeitos são encaminhadas para mais uma máquina, onde são agrupadas para o empacotamento.

Fatos bônus

  • O recorde do consumo de cachorro-quente pertence a Joey Chestnut, que enfiou 69 salsichas no bucho em dez minutos, em 4 de julho de 2013. Para treinar para o evento, Joey jejuou por três dias e deu grandes goles de água para treinar os músculos do esôfago.
  • Uma salsicha tem, em média, 567 mg de sódio – a dose diária recomendada é entre 1.500 e 2.300 mg. Por outro lado, a salsicha típica tem cálcio (51 mg), potássio (79 mg), magnésio (8 mg) e ácido fólico (3 ug), bem como traços de ferro, zinco e das vitaminas B1, B2, B3, B6, B12 e E.
  • A Sociedade Americana do Câncer nota que “o alto consumo de carnes processadas, como salsichas, [está] associado ao aumento do risco de câncer no cólon”, e menciona um estudo preocupante da Associação Americana de Medicina: pessoas que comeram carne processada regularmente por dez anos tiveram um aumento de 50% nas ocorrências de câncer no baixo cólon e no reto.
  • A cada ano, cerca de US$ 1,7 bilhão é gasto em salsichas só nos EUA.

Pedras Memoriais


“As doze pedras que tiraram do Jordão, levantou-as Josué em coluna em Gilgal. E disse aos filhos de Israel: Quando, no futuro, vossos filhos perguntarem a seus pais, dizendo: Que significam estas pedras?, fareis saber a vossos filhos, dizendo: Israel passou em seco este Jordão.” Josué 4:20-22
Essas não eram meras pedras antigas! Cada uma delas tinha um significado especial. Eram pedras memoriais e cheias de história. Fisicamente eram bem comuns, parecidas com milhões de outras nos montes da Palestina. Entretanto, aquelas doze pedras apontavam para algo. Elas relembravam a direção de Deus na experiência de Israel.
A Bíblia é um livro histórico baseado em uma série de acontecimentos que foram narrados para apresentar o relato da criação e da redenção. Suas narrativas abarcam um longo período de tempo, passando pelas origens da Terra, a entrada do pecado em nosso mundo, a história do povo de Deus, a encarnação, morte e ressurreição de Jesus, e ainda apresentam profeticamente o desfecho de todo esse drama, anunciando o retorno de Cristo. A Bíblia foi escrita para registrar os atos milagrosos de Deus ao guiar Seu povo. Quando as igrejas perdem de vista o sentido desses memoriais, é certo que surgirão problemas. À deriva, longe de seu ancoradouro, ficam sem rumo. Na esfera judaico-cristã, a perda da direção começou com o esquecimento do passado – mais especificamente, das antigas orientações divinas.
Sempre que isso acontece, perde-se o senso de identidade. Com isso, desaparecem a missão e o propósito. Afinal, se você não sabe quem é, dentro do plano de Deus, como saberá o que tem a dizer ao mundo?
A história cristã está cheia de grupos religiosos que se esqueceram de onde vieram e, em consequência disso, perderam o direcionamento para o futuro. Tal esquecimento é uma tentação muito real para o adventismo.
Não foi casualmente que, já idosa, Ellen White alertou seus leitores sobre isso. Ela escreveu: “Passando em revista a nossa história, percorrendo todos os passos de nosso progresso até ao estado atual, posso dizer: ‘Louvado seja Deus!’ Quando vejo o que Deus tem executado, encho-me de admiração por Cristo, e de confiança nEle como dirigente. Nada temos a recear no futuro, a não ser que nos esqueçamos a maneira em que o Senhor nos tem guiado” (VE, p. 204).
Conforme veremos em nossa jornada pela história do adventismo, ao longo do ano, nossa igreja tem suas próprias pedras memoriais. Se as negligenciarmos, o risco é todo nosso.
Para Não Esquecer – Meditação Matinal 2015

Deus Opera de Maneira Inesperada


“De sorte que a fé é pelo ouvir, e o ouvir pela palavra de Deus.”Romanos 10:17, ARC
A rejeição das incongruências do deísmo por parte de Miller não significa que ele tenha ficado empolgado em se tornar cristão. No entanto, ele começou a frequentar a igreja. Pelo menos quando sentia vontade.
O ponto de virada em sua vida ocorreu em maio de 1816, quando ele se pegou “no ato de tomar o nome de Deus em vão”. Ele havia adquirido esse hábito no exército, porém, chegara à convicção de que era errado.
Tal incidente pode parecer insignificante para a maioria das pessoas, mas a temática da religião incomodou a mente de Miller por um tempo. O resultado foi que isso desencadeou uma crise em sua vida. Posteriormente, ele escreveu: “No mês de maio de 1816, senti a culpa do pecado. Que horror me encheu a alma! Esquecia-me de comer. Os céus me pareciam bronze, e a terra era como ferro. Permaneci assim até outubro, quando Deus me abriu os olhos.”
Aconteceram duas coisas em setembro de 1816 que predispuseram Miller para uma crise em outubro. A primeira foi a celebração da batalha de Plattsburg. Enquanto se preparavam para um momento de “grande alegria”, os veteranos assistiram a um sermão na noite anterior à grande festa. Eles voltaram profundamente reflexivos. A oração e o louvor haviam substituído a descontração e a euforia da dança à medida que se lembravam das circunstâncias da amarga batalha e de sua vitória “surpreendente”.
O segundo evento ocorreu no domingo seguinte. A mãe de Miller descobriu que ele faltava à igreja sempre que o pastor não estava na cidade. Em tais ocasiões, um dos diáconos lia com dificuldades um sermão.
Miller cometeu o “erro” de insinuar que, se pudesse fazer a leitura, ele sempre estaria presente. Assim, ele, ainda deísta, passou a receber convites para apresentar os sermões que os diáconos escolhiam. No dia 15 de setembro de 1816, Miller leu um sermão que o emocionou a ponto de sentar-se no meio da mensagem.
Algumas semanas depois, ele escreveu: “Deus abriu meus olhos, ó minh’alma, que Salvador descobri em Jesus!” Tal descoberta impulsionou o recém-converso a estudar a Bíblia com regularidade. Dentro de pouco tempo, ele percebeu: as Escrituras “se tornaram meu deleite e em Jesus encontrei um amigo”.
Deus opera milagres. O fato de tomar alguém cético como Miller e levá-lo à conversão por meio da leitura de um sermão em voz alta é uma verdadeira maravilha. Servimos a um Deus que usa infinitas maneiras para realizar Sua vontade.

Conselheira de Casais Critica Surgimento da “Piriguete Gospel” e Afirma que Moda “Chegou Para Destruir Vidas e Relacionamentos”


As questões envolvendo a vestimenta feminina e o poder de sedução através do comportamento são debatidas há anos entre evangélicos, e o surgimento de um termo que define mulheres que se vestem de maneira propensa a seduzir homens, “piriguete”, foi usado pela conselheira de casais Dani Marques em um artigo sobre o assunto, publicado em seu blog.
Segundo Dani Marques o “estilo piriguete” é “uma moda que chegou para destruir vidas e relacionamentos”. Em seu texto, a conselheira ironiza a determinação de mulheres que adotam o estilo mesmo no inverno: “O interessante, é que as adeptas a esse estilo não sentem frio. Não sei qual o segredo. Talvez o fogo que vem de dentro”.
A difusão dessa nova moda no meio evangélico foi comentada com igual humor pela blogueira: “A moda gospel conta com peças segunda pele, decotes ousados e blusinhas puxa-puxa: uma mão levantada pra louvar e a outra puxando a blusa para evitar que a barriga apareça”.
O tom de humor usado pela conselheira de casais em seu texto não diminui sua preocupação com as consequências que essa nova moda pode trazer: “Há uns 2 meses atrás, uma esposa compartilhou comigo que seu marido havia passado todo o período do culto desnorteado. Não conseguiu prestar atenção em uma palavra sequer, por conta de um bumbum bem modelado em uma calça jeans agarrada no banco da frente”, revela Dani Marques.
A questão psicológica foi abordada em dois pontos no texto: “Mulheres que se portam como vadias, atrairão cafajestes. Quer se casar com um cavalheiro? Então porte-se como uma dama”, orientou Marques, antes de citar dados científicos para reforçar seu argumento: “Se você não teve um pai que foi amigo, companheiro, seu maior admirador e ao mesmo tempo um exemplo de autoridade, é muito provável que você busque inconscientemente suprir esta falta com os homens que passarem pela sua vida, seduzindo-os através do seu corpo e modo de vestir. Pesquisas comprovam isto. Mas saiba que a única coisa que vai colher é decepção e frustração”, pontuou.
O tema foi abordado também no blog “Galera Radical”, em que a publicação “Piriguete Gospel”, voltada às adolescentes evangélicas que aderiram à moda e seu comportamento, critica a prática: “A piriguete precisa mostrar 24 horas por dia e em qualquer lugar que é atraente, que possui um corpão e que os meninos babam por ela. Ela precisa chamar a atenção. Para isso, usa toda sorte de artifícios para mostrar o seu corpo. Roupas coladas, decotadas e mini-saia constituem 90% do seu guarda-roupa”, descreve o texto.
 “Piriguete ou Pirigospel” descreve os shows gospel como os “lugares que a gente vê como a ‘crentaiada’ é super sem noção de Reino”, e afirma que “a galera consegue tornar tudo gospel: música, show, ficada, e também piriguete gospel”.
Nota: Realmente a falta de decoro e reverência dentro das igrejas tomou uma proporção assustadora! Muitos perderam o senso do que é sacro e profano. E infelizmente muitas mulheres (não vou chama-las de irmãs, porque estaria colocando na mesma “bacia” as que se portam dignamente) não tem o discernimento da santidade do Deus que professam adorar.
Para muitos, a bíblia, cada vez mais, vem se tornando um livro de regras e orientações arcaicas, sendo levianamente desprezado pelo comportamento de muitos em sua vida cotidiana e principalmente dentro da igreja. Quando leio “1 Pedro”: “A beleza de vocês [Mulheres] não deve estar nos enfeites exteriores, como cabelos trançados e jóias de ouro ou roupas finas. Pelo contrário, esteja no ser interior, que não perece, beleza demonstrada num espírito dócil e tranqüilo, o que é de grande valor para Deus. Pois era assim que também costumavam adornar-se as santas mulheres do passado, que colocavam a sua esperança em Deus.” (1 Pedro 3:3-5). Vejo que estas palavras não possuem mais relevância. Porque o comportamento traduz a intenção. [SM]

FALA CASIMIRO

ANEIRO DE 2015

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

FALA CASIMIRO

Campeonato Amador de Beach Soccer tem início neste domingo em Barra de São João
Investimentos realizados em Barra de São João são destacados na grande mídia
Museu Casa de Casimiro de Abreu recebe noite de homenagens ao poeta
Prefeitura autoriza o uso de bermudas para servidores no verão

terça-feira, 23 de dezembro de 2014

ENTÃO É NATAL.......

Natal é o nascimento de Cristo. Ano Novo é o nascimento de uma nova esperança. Que o seu Natal seja brilhante de alegria e iluminado de amor. Feliz Natal e que o seu Ano Novo seja cheio de esperança.


Projeto Verão 2015 contará com intensa programação esportiva


Atividades começam a ser realizadas no dia 3 de janeiro de 2015
A Prefeitura de Casimiro de Abreu, por meio da Secretaria de Esportes e Lazer, preparou uma programação variada, que atenderá a todos os públicos, durante a programação esportiva do projeto Verão 2015, que será realizado de 3 de janeiro ao dia 8 de fevereiro de 2015.
"Procuramos atender a todos os públicos, não só as crianças. Por isso contamos com uma programação bem variada", disse o secretário de Esportes e Lazer, Robison Mangefesti. O secretário ressaltou que as crianças e adolescentes que participam do programa Prodesporte para Todos, podem contar com as atividades nesse período de férias.  
Este ano, assim como no ano passado, serão oferecidas também aulas de Zumba, no Praião, em Barra de São João. "Ano passado foi o maior sucesso. Contamos com a participação de dezenas de pessoas, moradores e turistas que estavam visitando nossa cidade", disse a subsecretária de Esportes e Lazer, Dulcinete Arruda.
Entre as atividades oferecidas estão parque recreativo, recreação infantil, golzinho de rua, aula de Judô, campeonato de Beach Soccer e de Body-Boarding, e diversos torneios: damas, sueca, futsal (livre), sintético de veterano, torneio sub 17  de futsal (masculino e feminino), veterano society, futebol de veterano, vôlei 4x4 misto  (livre), Jiu-Jitsu e futevôlei masculino (livre), entre outras. 
Programação da 1ª semana de atividades
Dia 3
Parque recreativo - Nova Praça Feliciano Sodré/Casimiro de Abreu - 17 horas
Dia 4
Parque recreativo - Praça do Jardim Aparecida/Casimiro de Abreu - 17 horas
Dia 5
Início da recreação infantil (2ª a 5ª) - Ginásio Poliesportivo do Bairro Industrial/Casimiro de Abreu - 9 horas
Dia 6
Início da recreação infantil (2ª a 6ª) - Praião/Barra de São João - 9 horas
Início da recreação infantil (3ª a 5ª) - Ginásio Poliesportivo/ Professor Souza - 18h30
Torneio de damas - Campo de Rio Dourado - 19 horas
Dia 7
Recreação infantil - Quadra de Rio Dourado - 9 horas
Parque recreativo - Campo de futebol do Ribeirão/Casimiro de Abreu - 17 horas
Dia 8
Parque recreativo - Bairro Industrial/Casimiro de Abreu - 17 horas
Torneio de sueca - Campo de Rio Dourado - 19 horas
Dia 9
Parque recreativo - Praça do centro/Rio Dourado - 17 horas
Torneiro de futsal  (livre) - Quadra de esportes/Rio Dourado - 18 horas
Dia 10
Zumba/aula inaugural - Praião/Barra de São João - 18 horas
Dia 11
Parque recreativo - Praça Darcy Azeredo, Mataruna/Casimiro de Abreu - 17 horas